quarta-feira, 29 de agosto de 2012

LIÇÃO 8 - MANSIDÃO, O MESMO QUE SUBMISSÃO?


Comentarista: Verônica Araujo

TEXTO BIBLICO (Ef 4.1-7)

ENFOQUE BIBLICO
“Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre, pelo seu bom trato, as suas obras em mansidão de sabedoria.” (Tg 3.13)

OBJETIVOS
Definir a palavra manso
Demonstrar exemplos bíblicos de mansidão cristã
Identificar as recompensas da mansidão
INTRODUÇÃO
Como explicar a ira de Deus? Como pode o Deus que exige que sejamos manso, se irar? A ira de Deus é contra o pecado e o mal; não afeta seu amor e compaixão por nós. Jesus demonstrou mansidão em sua submissão total ao pai, em seu consentimento, em seu silencio que precederam a crucificação. Em que temos demonstrado o fruto da mansidão?

DEFINIÇÃO DA PALAVRA MANSO.
O que é ser manso? A primeira coisa, a saber, e que mansidão não é frouxidão, trata-se da disponibilidade para aprender é um autocontrole que nos leva a ser submisso à vontade de Deus. Mansidão é conhecida como o fruto da obediência é uma das qualificações para herdar a terra (Mt 5.5).  Esse fruto proporciona ao crente fartura de descanso e paz de espírito, para definir a palavra mansidão no original é muito difícil, trata-se de um estado interior e não exterior. Há  três conceitos acerca desse fruto:
1-      Ser sempre submisso à vontade de Deus (Mt 11.29)
2-      Ser apto para aprender – nunca ser orgulhoso (Tg 1.21)
3-      Ser atencioso – demonstrar consideração, tranqüilidade, atenção, ser paciente com os outros (1Co 13.1-7).
Trata-se de uma característica relacionada com coragem, fortaleza e resolução. Existem muitas pessoas de natureza mansa, não se altera facilmente, mas isso não significa mansidão como fruto. O fruto independe das circunstancias em meio a um verborrágico ou troca de palavras o crente consegue o exercício da mansidão. No natural aquela pessoa é tempestuosa, inconformada, quando não consegue expor as suas idéias, mas cheio do Espírito Santo, ela consegue primeiro apaziguar os ânimos e com voz branda e firme falar mansamente. O comentário da Bíblia de Estudos Pentecostal analisa o manso como alguém que quando necessário ira com equidade e que se humilha quando é para ser submisso. 

EXEMPLOS BIBLICOS DE MANSIDÃO
Moises é considerado o homem mais manso da terra, isso só aconteceu devido ao encontro com Deus na sarça, ele se encheu do Espírito Santo (Nm 12.3). É detectada a mansidão em Moises toda vez que o povo se irava contra ele, o mesmo mostrava submissão total a Deus, primeiro ele ia a Deus e dependendo da resposta divina informava ao povo. E algumas vezes o próprio Deus se encarregava manifestando com sinais e maravilhas no meio do povo. A submissão de Moises o fez o maior líder da historia da humanidade.
Outro exemplo é o de Abraão (Gn 13.8,9), a natureza deste homem já demonstrava que era um homem manso. Mas as atitudes naturais não significam fruto do Espírito, em Abraão podemos ver o fruto naquelas atitudes em que parece loucura do ponto de vista humano. Aparentemente Abraão esta perdendo ao mandar Ló escolher sua parte da terra, ainda mais emocionante Abraão aos olhos naturais fica com o pior lugar sem reclamar. Eis ai uma demonstração de submissão total a Deus, e confiança inabalável naquele que o chamou, certamente não deixaria seu servo em má situação.
Como podemos analisar um homem colérico, conhecido como natureza de ferro, com muita fúria era um dos perseguidores dos cristãos. Sua aparência assustava o cristianismo da época, imagine que este homem é o que mais fala em mansidão? Pois é, Paulo de Tarso, convertido era um homem manso. Certa vez ele se preparava para uma viagem e teve uma visão na noite, Deus pedindo para que ele fosse para outra direção, como era submisso, não houve discussão, passou a Macedônia. Alem disso Paulo conseguia ter compaixão das pessoas que lhe cercava o que era muito difícil em outras épocas.
A mansidão está sempre atrelada a outros atributos. Nunca se alia ao erro, antes se associa – à benignidade, nesse caso ela que é branda ajuda na atitude benigna que é suportar ofensas, com paciência leva tudo a Cristo. A humildade faz o crente ser capaz de se submeter sem orgulho algum a Deus e as autoridades da igreja. A sabedoria se é sábio, já é manso, nada aprende sem ser submisso e humilde. Salvação, o manso se inclina para receber a Palavra de Deus em submissão. Esses exemplos citados estavam nas vidas de Moises, Abraão e Paulo.

AS RECOMPENSAS DA MANSIDÃO
Os conceitos principais acerca do fruto da mansidão são: ser sempre submisso a vontade de Deus, apto para aprender e atencioso. Quais as recompensas poderiam ter alguém que quando insultado, trapaceado não procura um bom escritório de advocacia para reaver seus direitos?  Alem do mais o dizer proposto é: “o mundo é dos espertos”, parece que os orgulhosos, trapaceiros, os que vivem de falsa aparência consegue galgar postos altos na base da esperteza. Bem, Ló aparentemente trapaceou o tio Abraão, mas o fim foi horrível a perda foi irreparável, perdeu as terras, a mulher e cometeu incesto com suas próprias filhas. Enquanto Abraão “o bobão, boca aberta, o atrasado, aquele que todos passam para trás”, herdou o melhor da terra.
Essas expressões eu usei bem coloquial porque é o que ouvimos sobre uma pessoa que é trapaceada até mesmo na igreja, quando ela não diz nada e aparentemente perdeu, na verdade é o contrario. Quem age assim sob o fruto da mansidão, com certeza triunfara em nome de Jesus.
O pastor Antonio Gilberto em seu livro “O fruto de Espírito” e em lição comentada por ele trás duas recompensas. Primeira recompensa esta relacionada ao presente, que é viver em paz, independente do momento. Jose no Egito, preso, mas em paz com sua consciência tranqüila diante de Deus, mas seus irmãos viviam um tormento, a mulher de Potifar, mesmo ímpia, mas sabia da inocência do moço. Paulo no cárcere junto com Silas, ambos cantavam louvores, pode alguém cantar não estando em paz? Porque cantavam? Por certo se sentia recompensado pelo que o Senhor havia feito que nem se quer fizeram questão da surra.
A segunda recompensa esta relacionada ao futuro, que é a salvação incluindo a entrada do crente salvo ao céu. Onde para sempre estará com o Senhor, quer algo melhor que isso?

CONCLUSÃO
Jesus o exemplo de mansidão disse: “...aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, e encontrara descanso para vossas almas” (Mt 11.29)
  
OBRAS CONSULTADAS 

 SILVA, Antonio Gilberto – O fruto do Espírito – CPAD
Bíblia de Estudos Pentecostal

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Que bom ver você por aqui agradeço pela visita, e volte sempre estou a sua disposição para aprendermos juntos. Fique a vontade para comentar. Um grande abraço.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...